domingo

Parangolé e a Arte Kusiwa



Técnica de pintura e arte gráfica própria da população indígena Wajãpi, do Amapá.
Os grafismos têm como suporte, principalmente o corpo humano.

Tintas: são utilizadas sementes de urucum, gordura de macaco, suco de jenipapo e resinas perfumadas.

Através dos séculos, os Wajãpi desenvolveram uma linguagem única, formada por componentes gráficos e orais, que refletem sua visão de mundo e constituem um conhecimento específico sobre a vida em comunidade. A Arte Kusiwa faz também referência à criação da humanidade e a diversos mitos Wajãpi.

A Oficina Parangolé propôs grafismos a partir de formas geométricas e símbolos imaginados pelos alunos. Após a pintura corporal, cada aluno atribuiu significado aos seus elementos simbólicos criados e escolhidos. O trabalho só foi possível após um estudo parangolado da cultura Wajãpi.


Um comentário:

Mel Oliveira* disse...

Estou pesquisando sobre o assunto , e achei muito legal a inicitiva desta oficina .. parabéns aos idealizadores ..